Gerenciamento Holístico de Risco

Os investidores pagam um prêmio para empresas que melhor souberem lidar com riscos; mas correr riscos pode fazê-las cair de joelhos. Como equilibrar-se?

Frequentemente, observamos as sérias consequências de frustrar expectativas da sociedade e investidores, e empresas veem o valor de suas ações caírem. Somem-se exigências de regulamentação e controle, e fica evidente porque a gestão dos riscos deveria ser importante para altos executivos. Afinal, é deles o mandato por crescimento sustentável e o não-cumprimento desse preceito é uma quebra da responsabilidade confiada. Mesmo que lucros e preços das ações estejam saudáveis, a busca por resultados está mais arriscada. O âmbito expandido de negócios traz maiores oportunidades e complexidades; e por sua vez maior potencial de as coisas darem errado.

Mesmo necessário, provisão financeira de perdas embute limitações se aplicada isoladamente: é passiva (trata consequências), coloca foco sobre riscos específicos (não em todos) e não gera vantagem duradoura etc.

É preciso adotar estratégia diferenciada para cuidar dos riscos com eficácia. Gerenciamento holístico dos Riscos Empresariais leva em conta ameaças internas e externas e programas de atenuação como um todo.

Afinal, sem risco não há recompensa.
Ref: Schneier e Miccolis, HSM, Set,98

Sobre Como as Nações Enriquecem

Por volta de 1820, o avanço econômico se acelerou de modo perceptível pelo impulso (até então inédito) de inovações tecnológicas e poderoso incentivo ao crescimento econômico; com aumento da produtividade e consumo. Entretanto, cabe destacar aspectos necessários para que uma sociedade se desenvolva:

1.Direitos a Propriedade: Inovadores e comerciantes precisam de garantias de que seu trabalho não será arbitrariamente confiscado, e que terá direito de manter a justa recompensa por seus esforços.

2.Racionalismo Científico: O processo inventivo requer pensamento raciona estruturado, observação empírica e ferramentas que sustentem o avanço tecnológico.

3.Mercados de Capital: o capital continua a ser necessário para o desenvolvimento de projetos e ideias. Raros empreendedores dispõem do dinheiro necessário para a produção em massa daquilo que inventam, e o crescimento se torna impossível sem o capital oferecido por fontes externas.

4.Transportes e comunicações rápidos e eficientes: Inovações se estabelecerão desde que se possa levar produtos de modo rápido e barato até os consumidores.

 

Uma nação poderá prosperar quando esses fatores estiverem disponíveis. Em qual estágio de maturidade estamos em relação a esses fatores? Ref: W. Bernsatein

Número de Ataques Cibernéticos no Brasil Quase que Dobrou em 2018

Segundo dados do 4º Relatório de Segurança Digital no Brasil elaborado pelo dfndr lab, especializado em ciber-segurança da PSafe, foram detectados 120,7 milhões de ataques cibernéticos no primeiro semestre de 2018, representando crescimento de 95,9%.

Nos últimos três meses do ano, foram registrados 63,8 milhões de links maliciosos, aumento de 12% em relação ao começo do ano.

O documento ainda mostra que o campeão de golpes são links em apps de mensagens. Ao todo, 57,4% dos ataques foram de phishing, quando o usuário é convidado a clicar em link que julga ser real. Em segundo lugar, os golpes com publicidade suspeita somam 19,2% dos casos.

Se comparados ao total da população brasileira (IBGE), projeta-se que um em cada três brasileiros pode ter sido vítima de cibercriminosos – somente entre os meses de abril, maio e junho de 2018. Some-se a isso o fato de terem sido detectados oito links maliciosos a cada segundo do último trimestre – mais de 28 mil detecções por hora (!!). Emilio Simoni, diretor do laboratório.

Os programas empresariais de gestão de riscos cibernéticos começam com o desenvolvimento da cultura e atitude de segurança dos indivíduos.